Prepare-se para a

Entrevista

Entrevista de estágio ou emprego, por natureza, tende a colocar o entrevistado em situação desconfortável perante o entrevistador. O seu diferencial pode começar aí!

A melhor postura a ser adotada é ser absolutamente autêntico! Na entrevista seja exatamente você, confie nos seus predicados pessoais.

 

No presente e no futuro, o sucesso na sua atividade profissional e pessoal depende fundamentalmente da perfeita adequação da sua personalidade com o que você vier a fazer profissionalmente. Portanto na sua entrevista seja simples e haja naturalmente.

Por isso, preparamos algumas dicas importantes para você em sua entrevista:

Preparando a memória

Dias antes da entrevista, pare para pensar nas situações mais importantes da sua vida profissional. O ideal é que você selecione de 5 a 10 situações e avalie o papel que você desempenhou em cada uma, o que você aprendeu, quais foram os desafios etc. Observe que características pode se encaixar em cada uma (liderança, trabalho em equipe, etc.). É a melhor forma de você se preparar já que nunca vai saber ao certo que pergunta terá de responder.

Para quem não tem experiência

Se você nunca trabalhou, pode pensar nas principais situações da sua vida escolar ou em família, por exemplo. O importante é explorar as experiências pelas quais você já passou. E aqui valem os trabalhos em grupo da faculdade, a viagem com os amigos, o intercâmbio que fez sozinho, a festa que organizou etc.

Sorriso amarelo

Há casos em que um tipo de pergunta aparentemente absurda é feita para “quebrar o gelo” e observar a reação do candidato. Não existe resposta certa ou errada, o que conta é a percepção do recrutador diante da resposta, seja ela qual for. Portanto, vale a pena ter bom humor e evitar aquele “sorrisão amarelo” de quem não tem ideia do que vai dizer!

Perguntas são bem-vindas

Não é apenas respondendo as perguntas do entrevistador da melhor forma que você pode ganhar pontos com ele. Sabia? Outra estratégia bem interessante é a de fazer perguntas que demonstrem, primeiramente, que você pesquisou informações sobre a empresa e, em seguida, que tem interesse por ela e pela vaga em questão (tome o cuidado de não perguntar coisas que você poderia saber dando uma simples busca pela internet). Se a entrevista for para uma oportunidade de estágio, por exemplo, você pode perguntar como é o índice de retenção de estagiários na empresa.

Com chave de ouro

O ideal  é que você sempre termine as suas falas com alguma coisa positiva. Por exemplo, você pode finalizar uma história contando que, quando concluiu determinado projeto, foi promovido. Provavelmente o entrevistador vai pegar um gancho no que você diz por último e, se o gancho vier de alguma coisa positiva, ele tenderá a continuar o assunto.

Clima de "Big Brother"

Fique também atento a todos os seus gestos desde o momento em que chegar à empresa. Você pode estar sendo analisado já na recepção, na forma como trata o atendente. Gentileza e educação nunca fazem mal.

Coerência nas redes sociais

Se você está nas redes sociais, por mais que tente proteger sua privacidade, pode estar certo de que o recrutador já deu uma espiadinha no que você anda fazendo por lá. Portanto, vale a velha recomendação de pensar antes de postar qualquer coisa. Além disso, na hora da entrevista, seja coerente com seu perfil das redes. Não diga, por exemplo, que não bebe, se já postou uma foto com copo de cerveja.

Cuidados essenciais

Seja você

Por fim, mesmo que você esteja sob pressão, nervoso, ansioso, tente ser você mesmo na conversa com o entrevistador. Somente se você se colocar de forma genuína, autêntica e verdadeira é que será lembrado pela sua individualidade!

Outra questão que frequentemente aparece nas entrevistas é “Por que você quer trabalhar aqui?”. Pode parecer uma pergunta à toa, mas por trás dela existe a vontade de a empresa encontrar profissionais com valores alinhados aos seus. Pode acreditar que não existe resposta pronta para essa questão. Para respondê-la, você tem, sim, de fazer a lição de casa e pesquisar tudo o que puder sobre a empresa. Não vale aqui falar da Marca, como um consumidor, mas sim da empresa e sua maneira de funcionamento.

Fazendo a lição de casa

Na hora de escolher o que vestir, procure algo que combine com sua área de atuação. O ideal é usar uma roupa bem cuidada, mas com que você se sinta confortável. Na dúvida, prefira cores neutras e formas simples. Evite também decotes mais ousados. Alguns entrevistadores podem ainda ver com maus olhos.